25.4.17




TUDO

É isso.

Tudo.

Nada mais que isso.

Nada mais que Nada.

Nada.

Tudo.

Tudo é mais que nada.

Nada mais que tudo.

Afinal ninguém lê.

Ninguém sabe.

Ninguém sabe de tudo.

Tudo.

Ou nada...

Um resto de pólvora no gatilho.

De tudo serve.

De nada vale.

Nada...

Tudo...

Absolutamente nada.

Absolutamente tudo.

Tudo?

Mas um beijo?

Este vale.

Muito e muito e muito.

Vale tudo.

Um grande beijo não técnico.

Cheio de amor.

Repleto de paixão.

Inundado de tesão.

Deles.

Apenas deles.

E das tatuagens, batons e marcas no corpo.

Repleto deles...

Deles.

É isso.

Tudo.

Tudo mais que isso.

Nada mais que tudo.

Tudo.

Nada.

Tudo mais que tudo.

Tudo mais que tudo.

Afinal ninguém lê.

Ninguém sabe.

Ninguém sabe de nada.

Nada.

Um resto de pólvora no gatilho.

Um desejo e uma tatuagem a brilhar.

Bendita Lua e seu poder de reflexo.

Seu poder de reflexo.....

Reflexo....

...

Nenhum comentário: