23.3.17


SENTIMENTOS DE VELUDO
Ela o amava.

Ele, também.

Sentimentos de veludo, como azulejos usados e memorabilia.

Veludo.

Veludo nem existe mais.

É o "fax" da nossa geração.

Velho.

Veludo.

Coração.

Mas que bom se os corações fossem de veludo.

Fofos, lindos e imunes.

Imunes a socos, imunes a porradas, imunes a constrangimentos.

Imunes.

Veludo.

Simples assim.

Que bom se os corações fossem de veludo.

Fofos, lindos e imunes.

Imunes a socos, imunes a porradas, imunes a constrangimentos.

Muitos constrangimentos.

Muitos socos.

Muitas porradas.

Imune.

Mas, ele, ainda assim a amava.

Muito.

Com um coração de veludo.

Apenas ele.

Veludo.

E os beijos?

Ah, eles derretiam tudo o que havia lá.

Tudo....

Nenhum comentário: