17.3.17



NADA. APENAS NADA....

Apenas nada.

Nada.

Ela é...

Ela é o que é.

Nada.

Apenas nada.

Apenas nada.

Nem um sorvete, nem um Bourbon, nem uma sorte, nem um cigarro. Nem.......Nada.

Nada.

Nada.

Apenas isso.

Apenas eles.

Apenas nada.

Nada.

E quando o sol brilhar forte.

Apenas  brilhar.

O que sobra?

Nada.

Apenas nada.

Somente o brilho.

Somente Varsóvia.

Apenas eles...

Apenas eles....

Nenhum comentário: