28.3.17


INVEJA.


Inveja.
Palavra feia, pesada, malvada e tudo o mais.
Inveja.
Uma palavra. Um sentimento.
Apenas inveja.
A inveja que remete ao ódio.
Que não se deve sentir.
Inveja.
Uma palavra tola, escrota, insensível, irresponsável e tudo o mais que puderem pensar.
Tudo mais e apenas inveja.
Uma palavra.
Um sentimento.
Nenhum argumento.
E todos, mas todos tinham inveja.
Inveja dela.
E muita.
Porque ela era bela, esperta, sensível, inteligente, sagaz.
A inveja dela.
E o mundo é assim.
Cretinos e babacas e intolerantes e condescendentes e nem sabemos de qual lado estamos.
Nem sempre.
Quase nunca sabemos.
A inveja?
Nunca morre.
Nunca deixa de existir.
Nunca deixa de existir.

Nenhum comentário: