31.3.17


CANSAÇO
  
Cansado.
 
Ele estava cansado.
 
Cansado de tudo, cansado do nada.
 
O nada que virou a sua vida.
 
Apenas nada.
 
Mas, ainda assim, cansado.
 
De tudo e do nada.
 
Muito cansado.
 
Cansado de ser chutado, humilhado, revirado, tumultuado.
 
Cansado de ser ele.
 
Apenas cansado.
 
Apenas cansado.
 
De tudo.
 
De todos.
 
De nada.
 
E o que mais ele queria, o que ele mais queria era ver o mar.
 
O mar...
 
Naquele momento era o que ele mais queria.
 
Ver o mar.
 
Ouvir o som.
 
O som do mar.
 
Ondas, sussurros e espumas.
 
Sentir a brisa do vento e o calor do sol e o cheiro da maresia.
 
O cheiro da maresia.
 

Nenhum comentário: