9.2.17



TUDO. APENAS TUDO.
E nada disso era muito.
Nada disso era pouco.
Delírios, desejos e vontades.
Ele.
Apenas ele.
E nada disso era muito.
Nada disso era pouco.
Delírios, desejos e vontades.
Ele.
Apenas ele.
Vontade de beijar.
Vontade de sangrar.
Apenas ela.
Apenas ele.
Dois doidos.
E nada disso era muito.
Nada disso era pouco.
Delírios, desejos e vontades.
Ele.
Apenas ele.
Ela?
Apenas ela.
Apenas pernas deliciosas.
Lindas.
Gordas e grossas e deliciosas.
E nada disso era muito.
Nada disso era pouco.
Delírios, desejos e vontades.
Ele.
Apenas ele.
Vontade de beijar.
Vontade de sangrar.
Vontade de tudo mais.
Deliciosamente tudo mais.
Tudo mais.
E nada disso era muito.
Nada disso era pouco.
Delírios, desejos e vontades.
Ele.
Apenas ele.
E nada disso era muito.
Nada disso era pouco.
Delírios, desejos e vontades.
Ele.
Apenas ele.
Vontade de beijar.
Vontade de sangrar.
Sangrar...
Muito...
 

Nenhum comentário: