7.2.17



SALIVA E TUDO ASSIM. TUDO ASSIM...

E o beijo delas era sagaz.
Sagaz.
Cruel, sagaz e delicado.
Duas bocas, dois lábios, um amor.
Grande...
Muito grande.
Dois amores.
Um amor maior.
Um amor sob a chuva que despencava lá fora.
Desabava lá fora.
Muito.
Muito forte.
Mas o beijo delas era sagaz.
Sagaz.
Demais.
Cruel, sagaz e delicado.
Duas bocas, dois lábios, um amor.
Grande...
Muito grande.
Dois amores.
Um amor maior.
Muito maior.
E não havia trovão ou relâmpago ou raio que as afastasse.
Não.
Definitivamente não.
Um beijo sagaz.
Sagaz.
Apaixonado.
Cruel, sagaz e delicado.
E apaixonado.
Muito apaixonado.
Duas bocas, dois lábios, um amor.
Grande...
Muito grande.
Dois amores.
Um amor maior.
E os trovões?
...
Fodam-se eles.
apenas fodam-se eles...

Duas bocas, dois lábios, um amor.
Grande...
Muito grande.
Dois amores.
Um amor maior.
Maior que tudo...

tudo...

Nenhum comentário: