9.2.17


NÃO. NÃO...
 

Não.
Não se pode pensar assim.
Não.
Sem preconceito, sem jeito, sem dúvida, sem defeito.
Sem PORRA nenhuma.
Nada.
Não.
Não se pode pensar assim.
Não.
Sem
Definitivamente não.
Sem preconceito, sem jeito, sem dúvida, sem defeito.
Sem PORRA nenhuma.
Nada.
 
Não se pode pensar assim.
Nem com vodka ou cerveja ou algum outro destilado.
Não.
Não se pode pensar assim.
Não.
Sem preconceito, sem jeito, sem dúvida, sem defeito.
Sem PORRA nenhuma.
Nada.
Deve mirar seu estilo. Deve mirar seu conceito. Deve mirar seu foco.
Deve mirar...
Tudo.
Não.
Não se pode pensar assim.
Não.
Não mais.
Sem preconceito, sem jeito, sem dúvida, sem defeito.
Sem PORRA nenhuma.
Nada.Não.
Apenas você e nada mais.
Nada mais.
Não se pode pensar assim.
Não.
Não mais.
Não mais.
Sem preconceito, sem jeito, sem dúvida, sem defeito.
Sem PORRA nenhuma.
Nada.
E ele?
Apenas estava morto em seu carpete.
Sem ida.
Sem vinda.
Sem culpa.
Sem nada.
E, não.
Não se pode pensar assim.
Não.
Sem preconceito, sem jeito, sem dúvida, sem defeito.
Sem PORRA nenhuma.
Nada.
 
 

Nenhum comentário: