8.2.17





NADA. APENAS... NADA...


E ela apenas não queria isso.
Nada disso.
Nada.
Nada disso.
Beijos, forças e vontades.
Muitas beijos.
Muita força.
Pouca vontade.
Muito pouca.
Muito pouca vontade
E ea apenas não queria isso.
Não.
Definitivamente não.
Não.
Vontade era o que sobrava.
Muita vontade...
Muita vontade...

Nenhum comentário: