24.1.17


HEY, E SEU ESPARTILHO? 
- Hey? - ele perguntou assustado, sem noção, meio bêbado, meio nada.
- Cadê o seu espartilho? - perguntou novamente. Com a voz bêbada, de madrugada. A voz do nada.
Ela sorriu e apenas respondeu - Eu não estou com ele.
Ele a olhou com espanto e falta de sobriedade
- Pirou? - apenas perguntou.
Ele deu seu sorriso mais bêbado do ano. A ressaca maior do planeta. Apenas sorriu e fechou os olhos.
Ela também.
Dois filhos da puta.
- Hey? Cadê o seu espartilho? - perguntou mais uma vez. Com a voz ainda mais bêbada, ainda mais de madrugada.
Ela sorriu e nada disse.
- Não vai dizer? - ele perguntou em tom provocador.
- Adivinhe - ela provocou.
Ele ficou em silêncio.
O beijo?
Foi espetacular.
De destroçar corações.
O espartilho?
Estava aonde deveria estar.
Aonde deveria estar...
 
 
 

Nenhum comentário: