24.1.17




AS BOAS VINDAS
 
 
- Mas com um quarteto de cordas? – ele perguntou, surpreso, confuso, todo bobo, sem saber de porra nenhuma.
Porra nenhuma.
Um bobo.
Um tolo.
Ele.
Apenas ele.
Um otário.
Ele.
Apenas ele.
Ela – a maestrina linda e completa - sorriu e respondeu de forma direta e certa – Sim, com um "quarteto de cordas". Simples assim.
Ele bufou aos céus e disse seco e irritado – E como será?
A maestrina respondeu - Eles tocarão noite adentro e ela amará – ela disse – E amará de verdade - Uma serenata moderna e apaixonada. Repleta de violinos e violoncelos.
E ele sorriu.
Apenas sorriu.
Apenas como os corações completamente apaixonados podem fazer.
Apenas eles.
Apenas...
... eles...
E o resto?
Foi noite.
Acordes.
Delírios.
Declarações de amor.
Declarações de amor.
Em forma de notas.
Acordes.
Olhares.
Paixão.
Muita paixão...
Muita...
 

Nenhum comentário: