18.7.16


UM POUCO MAIS
Um pouco mais educado.
Um pouco menos suado.
Um pouco mais... ele.
Apenas ele.
Apenas isso.
Apenas isso.
Simples assim.
Simples assim.
Um perfeito idiota.
Um verdadeiro e perfeito idiota.
O retrato do fracasso.
O reflexo no espelho.
Apenas ele.
Mas ele já sabia disso.
Desde que nasceu e se descobriu.
E se viu no espelho e percebeu.
Assim como todos ao seu redor.
E todos sempre souberam.
E ele sempre soube.
Todos sempre souberam.
Improvável, impossível.
Insano.
Ele.
Tudo ele.
Apenas ele.
Idiota.
Pobre imbecil.
Absolutamente uma besta.
E ele errava os nomes.
E ele errava as falas.
E sempre errou as datas.
E as moças.
E tudo mais.
Ainda mais.
Errava tudo.
Um grande imbecil.
Um grande imbecil.
Mas..
Ele gostava dela.
E ela?
Dançava lindamente todas as sextas no Clube Varsóvia.
Uma princesa outdoor
Uma David Bowie linda e divina de saias.
Longas e deliciosas saias.
Linda e divina.
Todas as sextas.
Todas.
...
Conversaram?
Claro que não?
...
Beijaram???
Humpf.
...
Apenas se observaram e trocaram sorrisos e cumplicidades quaisquer.
E foram ser felizes dentro das suas grandiosas limitações.
Grandiosas limitações.....
Aonde a fronteira não se cruza.
Definitivamente não se cruza.
Sorte deles.
E das pílulas rosas...
e de todos
e, simplesmente, de todos....

 

Nenhum comentário: