17.6.16

 
FRANCO ATIRADOR
 
por achar que você era doce
virei salgado
virei amargo
virei mofado
enrugado
para me contrapor
para me opor
para ser o que eu sou
apenas ser o que eu sou
por achar que você era amarga
virei doce
virei pólen
morango e o que mais delicioso houver
chocolate
virei o que virei
mel e nada
apenas para me contrapor
para me opor
para ser o que eu sou
apenas ser o que eu sou
por achar que você era contente
fiquei zangado
furioso
um porre
dor de cabeça e ressaca
enojado
apenas para me contrapor
para me opor
para ser o que eu sou
apenas ser o que eu sou
por achar que ela era linda
me fiz feio
me fiz bonito
me fiz tudo
qualquer coisa
e me transformei
o quê?
em quê?
nada
apenas um tolo sozinho que escreve palavras esparsas
e atira a esmo
como um tolo
porque ela podem ricochetear
e podem voltar
palavras são assim.
sempre assim.
sempre.....

 
 

Nenhum comentário: