31.5.16


TOLO / TOLA


- Você é tolo? Um idiota completo? – ela perguntou sem cuidado, sem certeza, sem firmeza.

Ele apenas sorriu.

- É? – ela insistiu.

- Bem... – ele começou a responder meio sem nexo, meio sem prumo, meio sem nada – Devo ser. Com certeza.

Ela o encarou com raiva, muita raiva – Seus olhos eram puro fogo. Raiva concentrada.

Ele nada disse.

- Como? – ela repetiu – É ou não? Imbecil.

- Eu te amo – ele respondeu lacônico – Devo ser. Muito imbecil.

Ela apenas chorou e se beijaram, molhados e como se não houvesse amanhã.

Simples assim...



 

Nenhum comentário: