31.5.16




O TEMPO SUFICIENTE PARA SER FELIZ.



Ela sonhava com flores.

Amava e amava e amava flores.

Muitas.

Muitas flores.

Todas as cores.

Todas as flores.

Margaridas, rosas, orquídeas, lírios, girassóis, enfim, flores. Todo o tipo de flores.

E cores.

E aromas.

Lindos.

Linda.

Ela sonhava com flores.

E as queria todas para ela.

Como numa peça de teatro de amor, como numa peças sinfônica de amor, como em um uma canção de paixão, como em um texto apaixonado, como em tudo. Como no amor.

Flores.

Ela gostava de flores.

Muito.

Ele também.

E no primeiro encontro ele a presenteou.

Um ramo de rosas.

Vermelhas.

Paixão.

Cor.

Febre.

Tudo.

Vermelho.

Paixão total.

Eles?

As rosas?

As orquídeas?

Os lírios?

Os girassóis?

Eles?

Viveram como as flores.

O tempo suficiente do amor.

O tempo suficiente para ser feliz.

O tempo suficiente para ser feliz....

Nenhum comentário: