17.3.14


LÍNGUAS

“língua
substantivo feminino ( 1152)
 
1 anat órgão muscular recoberto de mucosa, situado na boca e na faringe, responsável pelo paladar e auxiliar na mastigação e na deglutição, e tb. na produção de sons
...
Etimologia

lat. lingŭa,ae 'língua como membro ou órgão animal, língua como órgão ou faculdade da palavra e da fala, linguagem, idioma de um povo', p.ana., 'nome de plantas, instrumentos etc., comparáveis visualmente'; voc. de fonetismo semiculto, o port. língua conviveu com as var. ant. lengua e lenga, nos sXIII e XIV; ver lingu(o)-; f.hist. 1152 lingua, sXIII lingua, sXIII lengua, sXIV lenga, sXV lingoa
(DICIONÁRIO HOUAISS)
...
 
Língua? Sim, língua. Objeto de desejo, objeto de paixão e objeto de vontades. Muito mais do que descreve e ensina o dicionário. Muito mais do que descreve e ensina a letra fria impressa no dicionário. A língua é vermelha, cor viva, cor de sofás, cortinas, vestidos, bochechas envergonhadas, velas aromáticas, lábios molhados e clitóris intumescidos, entre outras figuras poéticas. A língua é bela. A língua é úmida. A língua é sagrada como o som de Tom Jobim, como Matita Perê, como notas de piano voando soltas no ar para o prazer de nossos ouvidos e corações. Língua? Delicioso objeto de desejo. Delicioso objeto de prazer. No lugar certo, na hora certa, no movimento certo. Órgão muscular, como disse Houaiss, que, forte, não se cansa e excita os demais músculos dos corpos dos amantes. Basta exercitá-lo com vontade e paixão. Basta querer e gostar de exercitá-lo. Basta querer. Sorte do homem que a sabe usar em uma mulher. Sorte da mulher que a sabe usar em um homem. Sorte de qualquer ser humano que a saiba usar em qualquer outro ser humano, de qualquer credo, cor ou religião. Seja católico, judeu, espírita, umbandista, ateu, crente ou descrente. Basta estar apaixonado e amando. A língua entrelaçada em outra em um divino beijo, a língua invadindo uma mulher e a língua descontruindo um homem, simplesmente estimula aromas, estimula sentidos, estimula sons, estimula movimentos e o melhor, estimula o amor. O coração bate mais forte a partir da língua. Língua. Apenas uma língua. Se o azul, como sugere o filme, é a cor mais quente, a língua, fato, é a arma mais letal de todas. Devastadoramente. 
 
“show me show me show me, how you do that trick...”

2 comentários:

Lô disse...

Sorte...Muita..

Lô disse...

Te amo e não é segredo pra ninguém.