8.1.14

FIREWORKS


- Ai, que merda! - ela gritou, visivelmente irritada.
- Tá louca? - ele respondeu, surpreso com o tom de voz dela.
- Odeio esta música. DJ idiota - ela emendou - O Clube Varsóvia já foi melhor. Imbecil de escolher isto para o ano novo.
- Você é louca? - ele perguntou, sério.
- Não, porra, sou louca não.
- Mas parece. Caralho. Há quanto tempo você vem no Varsóvia e NUNCA disse isso. O que há? Algum problema? - ele perguntou.
Ela balançou a cabeça e seus olhos ficaram cheios de água
- Nada - ela disse e confirmou - Nada. Não aconteceu porra nenhuma.
- Como assim, nada? - ele questionou - Desde quando você fica transtornada assim? Por tão pouca coisa? Desde quando uma canção escolhida por um DJ idiota te tira do sério?
- Nada, puta que o pariu. Nada. Pode ser? - ela disse, bastante brava.
- Qual seu problema Lisa? Posso saber?
Ela apenas abaixou a cabeça.
- Me diz - ele insistiu.
Ela ficou em silêncio por alguns instantes e emendou
- Hoje é primeiro de Janeiro.
Ele a olhou com surpresa e afeto e disse - Claro que é. Primeiro de Janeiro. Caralho, por isso te chamei para vir comigo e beber e fumar e conversar no Varsóvia. Começo de um novo ano. Como sempre tivemos.
- A sacred night, where we'll watch the fireworks - ela disse, sensivel.
Ele pegou sua mão, suave, e a beijou delicadamente.
Ela soube, naquele instante, que o teria por todo o ano, da forma mais amorosa que poderia ser. Como somente os amigos podem ser.... Como somente os amigos podem ser...

Nenhum comentário: