21.5.10

TO THE END


- O que vc quer de mim? – ela perguntou, aos gritos – Que porra você quer de mim?.
Ele olhou para o chão, triste. Não queria responder, não sabia responder. Preferiu o silêncio.
- Vai responder, seu filho da puta? Vai? – ela gritou, enquanto dava socos no peito dele. Socos não fortes, porém socos repletos de raiva, desespero e dor.
Ele ficou em silêncio. Ficou em total e absoluto silêncio, sem ter nada a dizer. Ela ter visto aquele beijo já era o suficiente.
- Seu idiota. Seu completo e estúpido idiota. Sai daqui. Agora! – ela gritou.
E ele saiu do pequeno apartamento e foi embora, descendo as curtas escadas daquele prédio tão antigo. E enquanto descia, podia ouvir, com desespero, o choro e a dor daquela garota tão especial, outrora o grande amor da sua vida. E caiu em choro e lamento.
Pobre diabo...


Nenhum comentário: