15.2.05

CANÇÃO DO AMOR ADOLESCENTE

- Faz uma canção de amor para mim? - ela pediu, enquanto ele brincava com o piano.
Ele sorriu apenas com o olhar - ele adorava fazer isso - e ficou em silêncio.
- Faz? - ela insistiu, sentando ao seu lado no banquinho ruivo do piano.

Ele desviou o olhar daquela garota linda sentada ao seu lado e encarou o instrumento à sua frente. Começou a dedilhar alguns acordes, a brincar com as teclas.

Brancas, pretas, pretas, brancas, todas as teclas do piano.

Seus dedos finos, suaves, firmes e marcantes iam e vinham, como num toque de seda.

Ele interrompeu a brincadeira, antes que o conjunto virasse canção.

Ela olhou para ele meio surpresa, meio divertida - Estava lindo. Não quer? - perguntou, alisando os cabelos longos e pretos dele.
- A canção já está feita - ele respondeu - Basta olhar para nós neste exato momento. Não é uma bela canção de amor?

Um puta beijo foi o grande acorde final...

Nenhum comentário: