9.3.04

NOITES QUENTES E LÁGRIMAS DOCES

A noite estava tão quente. Ele mal podia respirar. Talvez o medo. Talvez o cigarro. Talvez os seus excessos. Talvez apenas o calor.

A noite estava tão quente.

- Maldita - ele pensou - Será que quem ama pode ser tão cruel, tão cruel assim?

A noite estava tão quente. Seu coração, ao contrário... e aquelas lágrimas não eram nada doces.

Definitivamente!

Nenhum comentário: