11.9.03

EMBRULHANDO A LUA PARA PRESENTE

- Então vamos combinar uma coisa? – ele perguntou, animado.
- O quê? – ela disse, curiosa.
- Quando eu conseguir alcançar a lua, voando, eu vou roubá-la e te dar de presente.
Ela sorriu com a idéia tola e infantil dele e disse, tranqüila – Mas se você roubá-la só para mim, o que os outros casais vão fazer? Ficar sem o luar? Não precisa.
Ele a olhou e a olhou e a olhou e a olhou e perguntou – Ué, não quer a lua? Não entendo. Não consigo imaginar um outro presente tão cool e descolado e romântico e apaixonado como esse.
- Eu sei de um – ela afirmou, categórica – Tá certo que pode te dar ainda mais trabalho do que o presente lunar.
Ele a olhou intrigado e disse – Posso saber qual?
- Você. Basta você se entregar e me amar. Completa, total e absolutamente.
Ele sorriu e disse, carinhoso – Maldita vodka. Você está bêbada.
- Apaixonada – disse, encerrando o assunto e o beijando, a forma perfeita de dizer “eu te amo”...

Nenhum comentário: