23.5.03



MEDO DE NÃO SENTIR MEDO

- Você já sentiu medo, Olívia? – perguntou Clarisse à amiga.
Olívia a olhou surpresa e respondeu – Medo? Como assim? Não entendi.
- Medo Olívia, medo. Apenas medo. Você anda tão feliz, aliás, faz tanto tempo que não te vejo tão alegre. Você não tem medo por estar assim?
- Medo por estar feliz? – Olívia perguntou.
- Exato. Medo por estar feliz, medo de perder o que se tem, medo de chorar, medo do escuro, medo, enfim. Apenas medo.
Olívia abraçou Clarisse com carinho e disse, tranqüila - Eu já senti muito medo Çice, você sabe disso. Já senti mais medo do que qualquer pessoa jamais poderia ter sentido. Quantas vezes eu já não chorei no seu ombro por conta disso?
- Então... e agora esse medo passou?
- Não. Ele nunca passa. Apenas aprendi a esquecer que ele existe. E com você por perto isso fica fácil, muito mais fácil.
Clarisse apenas sorriu e respondeu, feliz - Que lua linda não?
- Sempre é Clarisse, sempre é... - e sorriu...




Nenhum comentário: