11.4.03



Por Favor, Use os Headphones
"Dead Leaves And The Dirty Ground"
(The White Stripes)


Ele pegou, sem o menor cuidado, todas as suas roupas daquela porra de armário velho. As velhas camisetas de banda, as velhas bermudas rasgadas, os jeans já quase brancos e castigados pelo uso absurdo, enfim, tudo o que costumava vestir. Jogou tudo de uma vez dentro da pequena mala com cheiro de naftalina e excesso de pó acumulado pelo pouco uso. Abriu uma gaveta e sacou uma pilha de revistas antigas. Pegou seus livros, pegou parte dos cd´s. Pelo menos os que sei que são meus – pensou. Parou próximo a porta e jogou a mala com raiva no chão. Havia esquecido as fotos. Abriu um baú antigo, e procurou por alguns álbuns antigos. Olhou algumas fotos e fechou a porra do baú com força. Desistiu de levar qualquer foto. Queria simplesmente apagar qualquer foto dos últimos três anos.

- Você vai mesmo? – ela perguntou, aborrecida e visivelmente entediada.
- Posso? – ele respondeu, ríspido.
- Já vai tarde, meu chapa – ela retrucou.
- Beleza então. Depois eu pego essas fotos. Quero as mais antigas, mas não estou com o menor saco de procurar agora.
- Como quiser.
- Então tá. A gente se vê.
- A gente se vê – ela respondeu desanimada, virando-lhe as costas e sumindo em direção a cozinha.

Ele a observou sumir cozinha adentro e pegou a pequena maleta cheia de coisas. Deu uma última olhada na pequena sala, toda desarrumada e cheia de velas e incensos acesos e saiu. Assim que saiu pelo quintal ele esmurrou o velho e pesado portão de ferro e pôs-se a chorar, como uma criança, imaginando por que razão a sua vida tinha se tornado um caos.

Enquanto isso a cozinha era inundada por lágrimas. Inundada por sonhos desfeitos e pela triste perspectiva de as folhas mortas sujarem todo o quintal ...

" Dead Leaves And The Dirty Ground "
(The White Stripes)


Dead leaves and the dirty ground
when I know you're not around
shiny pops and soda pops
when I hear your lips make a sound

Seven notes in the mailbox
will tell you that I'm coming home
and I think I'm gonna stick around
for a while so you're not alone

If you can hear a piano fall
you can hear me coming down the hall
if I could just hear your pretty voice
I don't think I need to see at all

Soft hair and a velvet tongue
I want to give you what you give to me
and every breath that is in your lungs
is a tiny little gift to me

I didn't feel so bad till the sun went down
then I come home
no one to wrap my arms around

Well any man with a microphone
can tell you what he loves the most
and you know why you love at all
if you're thinking of the holy ghost

Nenhum comentário: